segunda-feira, 2 de junho de 2008

Congresso mobilizou a juventude de Montes Claros

Moçada pronta pra luta
Fotos: Salatiel Fernandes

Dezenas de jovens de todos os cantos da cidade participaram do 5º Congresso Municipal da União da Juventude Socialista (UJS) em Montes Claros. Num clima de bastante unidade política e com a combatividade e descontração que caracterizam a juventude montesclarense, o Congresso da UJS, realizado no último sábado no CESEC (Centro Estadual de Educação Continuada) demonstrou a capacidade de renovação da entidade. Com a participação de vários militantes do movimento estudantil secundarista e universitário, os debates também contaram com a presença de jovens ligados ao hip-hop, à prática do skate, artistas e ambientalistas que apresentaram sua inquietude com o momento político e sua vontade de lutar por um mundo melhor. Na solenidade de abertura, o presidente do Diretório dos Estudantes de Montes Claros (DEMC), Márcio Cardoso, valorizou o papel da UJS na luta pelo meio-passe e afirmou que “espera que um militante da UJS seja o próximo presidente do DEMC”, sendo bastante aplaudido pelos presentes. A vice-presidente do PV Jovem e diretora do Diretório Acadêmico de Direito das Faculdades Pitágoras, Fabiane Fernandes, além do representante do Fórum Nacional da Juventude Negra e diretor do DCE - Unimontes, Juliano Gonçalves, também fizeram uso da palavra pra desejar um Congresso frutífero e relembrar a importância da entidade nas lutas juvenis em Montes Claros.

Mesa Diretora do Congresso (Daniel Dias, Clara Montana, José Lousada Neto e Ramon Fonseca)

Ainda na abertura, a vice-Minas Gerais/Espírito Santo da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), Luiza Lafetá, relembrou os 80 anos do nascimento de Ernesto “Che” Guevara e disse que o legado de sua luta continua vivo em cada um de nós. O jovem Lourival Soares Ribeiro (Loro), membro da Chapa 2 – Oposição Classista ao Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Têxtil de Montes Claros, fez o discurso mais emocionante do dia. Líder da greve que parou a Coteminas pela primeira vez na história, Loro saudou a luta da juventude e conclamou a UJS a cerrar fileiras com os trabalhadores em mais esse momento de combatividade da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB). Por último, o fundador da UJS em Montes Claros, vereador Lipa Xavier (PCdoB) fez coro à fala do Loro e se disse renovado em participar de um Congresso com tantas “caras novas”. A apresentação da tese ao 14º Congresso da UJS foi feita pelo diretor nacional de meio ambiente, Ramon Fonseca, que reafirmou a necessidade da luta pelo socialismo nos dias atuais e apresentou os desafios da próxima gestão. O presidente da UJS/Montes Claros, José Lousada Neto, fez um balanço dos últimos dois anos e garantiu “essa gestão ficará marcada pela combatividade e pelo crescimento político e organizativo da nossa entidade”.
Ramon Fonseca apresenta a tese da UJS

Em seguida, Daniel Dias e Eurico Nobre, pré-candidatos a vereador, foram aclamados como os militantes que serão apoiados pelo conjunto da militância nas eleições deste ano. “Chegou a hora da juventude montesclarense eleger um portador de nossas bandeiras na Câmara Municipal”, declarou Dias.

O novo Presidente da UJS/Montes Claros, Daniel Dias

Encerrando o Congresso com chave de ouro, foi eleito, por unanimidade, o time que terá a responsabilidade de conduzir a UJS nos próximos dois anos. Capitaneada pelo estudante de Ciências Sociais da Unimontes e Presidente da Associação dos Moradores do Alterosa, Daniel Dias, a nova Direção Municipal fica assim composta:


- Daniel Dias – Presidente
- Ana Paula Paixão – Estudante da Escola Estadual Carlos Albuquerque
- André Barbosa – Estudante da Escola Estadual Felício Pereira de Araújo
- Ariadne Carvalho – Estudante de Artes Visuais da Unimontes
- Clara Montana – Estudante do Colégio Delta e militante da União Popular de Mulheres (UPM)
- Danniel Coelho – Estudante de Ciências Sociais da Unimontes e membro da Direção Estadual da UJS
- Eurico Nobre – Estudante da Escola Estadual Filomeno Ribeiro e militante do Hip-Hop
- Ezequiel Dias (Totin) – Estudante de Geografia da Unimontes
- Ibayara de Carvalho (Junim) – Estudante de Ciências Econômicas da Unimontes
- José Lousada Neto – Estudante de História da Unimontes
- Juan Ventura – Estudante da Escola Estadual Gonçalves Chaves
- Lucas Alves (Pombo) – Estudante do CESEC e Vice-Norte da União Colegial de Minas Gerais (UCMG)
- Mabson Alves – Estudante do SENAC
- Maíra Dayer – Socióloga
- Rodrigo Costa – Vice- Presidente do Centro Acadêmico de História da Unimontes
- Rodrigo de Paula (Digão) - Jornalista
- Tiago Rodrigues (Jazz) – Estudante do CESEC


E essa moçada já tem uma tarefa de peso, garantir a participação da delegação montesclarense ao 7º Congresso Estadual da UJS, que vai rolar em Ouro Preto, nos dias 7 e 8 de junho. Aos gritos de “tarda, tarda, tarda, mas não falha, aqui está presente a juventude do Araguaia”, a aguerrida militância da UJS deixou o CESEC com a certeza de que “se o presente é de luta, o futuro nos pertence”!

A Estrada vai além do que se vê!

Um comentário:

Luciana Lopes disse...

Força que cresce. Aqui é a UJS.
Esse grito esta sendo dado por milhares de jovens nos 4 cantos Brasil. Jovens que querem mudar o mundo e estao cientes da sua tarefa. Jovens que acordam cedo e dormem de madrugada organizando reunioes, plenarias, debatendo assuntos de interesse a uma naçao -nação socialista.Jovens que ocupam diversas frentes de debates, afinal educação não acontece só em sala de aula.
É contagiante essa alegria, essa disposição da juventude e o melhor é poder fazer parte dela, ajudando meu país a crescer, a se desenvolver e a ser o meu país.
Continuaremos sempre na luta e isso foi só o começo pois como já dizia a música: ´´A historia não acabara, o tempo não para. Socialismo eu acredito sim e ele vai ter a nossa cara.´´