segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Lula cai na rede

O diário eletrônico do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, batizado de Blog do Planalto, já pode ser acessado pela internet, através do endereço http://blog.planalto.gov.br/. Em mais uma ação para estreitar sua comunicação direta com a população, Lula criou o blog para divulgar ações da Presidência - a exemplo da coluna semanal 'O presidente responde' publicada desde julho em jornais regionais do país, que encaminham ao Planalto perguntas de leitores.

Segundo a Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom), o blog será um instrumento para o presidente falar diretamente com setores cada vez mais numerosos da sociedade que se informam pela internet. Os textos do blog serão escritos por uma equipe da Secom, e não pelo próprio presidente.

"Na estrutura atual, não se tem meios de comunicação direta com o cidadão comum. A estrutura é toda direcionada para se falar com jornalistas. Com o blog, abre-se essa possibilidade", explicou um assessor da Secretaria de Comunicação.

Apesar de ter posts desde a semana passada, apenas hoje o projeto entra no ar de forma oficial.

O conteúdo do Blog do Planalto foi licenciado em Creative Commons 2.5 (cc-by-sa), que permite copiar, distribuir e executar a obra, além de modificá-la, dando crédito ao original.

A página tem três desenhos diferentes, que podem ser alterados no botão "troque o visual do blog" em seu topo, e oferece um feed RSS e assinatura dos posts por e-mail.

Inspiração veio de Obama; na estreia, o tema é pré-sal
Três jornalistas e dois técnicos foram contratados pela Secom para se dedicar, com exclusividade, ao blog. A ideia é produzir e dar prioridade a textos, fotos e vídeos relacionados à agenda, às ações e às decisões de Lula e das estruturas vinculadas diretamente à Presidência da República. Mas poderão ser divulgadas também ações de outros setores do governo.

O blog entra na rede mundial de computadores trazendo informações sobre o pré-sal, tema de uma reunião entre Lula, ministros e governadores ontem à noite, e a história do petróleo no país. No vídeo hospedado no YouTube, o presidente afirma que "esta segunda-feira é extremamente importante por duas coisas: primeiro, porque nós lançamos hoje o marco regulatório do pré-sal, que é a segunda independência do Brasil, e a segunda é que estamos começando o Blog do Planalto, onde iremos passar para a sociedade brasileira que viaja na internet todas as informações em tempo real daquilo que acontece no Planalto".

A proposta de criação do blog partiu da Secom e foi autorizada por Lula em dezembro passado. A ideia teria sido inspirada no blog criado pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, durante a campanha eleitoral americana. E ganhou força após o sucesso da iniciativa da Petrobras de criar o blog Fatos e Dados, oferecendo aos internautas sua própria versão dos fatos noticiados pela grande imprensa. O formato do blog foi apresentado em junho passado no 10 Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre. Durante a elaboração da ferramenta, a Presidência abriu uma consulta para saber o que o público queria ver no blog.

Nesta fase inicial, o blog não terá espaço para comentários dos leitores. Segundo a Secom, a equipe do blog é pequena e não teria condições de destacar um profissional para fazer o papel de moderador dos debates.

Além do blog e da coluna, a Presidência planeja lançar outras ferramentas na rede de computadores, como o Twitter e vídeos no YouTube.


Do Portal Vermelho, com informações da Secom e do jornal O Globo


A Estrada vai além do que se vê!

Galeano

O Jardim, Joan Miró

Janela sobre as proibições

Na parede de um botequim em Madri, um cartaz avisa: Proibido cantar. Na parede do aeroporto do Rio de Janeiro, um aviso informa: É proibido brincar com os carrinhos porta-bagagem.

Ou seja: ainda existe gente que canta, ainda existe gente que brinca.

Eduardo Galeano

Surrupiado do Blog do Diniz Sena


A Estrada vai além do que se vê!

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Segundas intenções


Tirado do Abundacanalha


A Estrada vai além do que se vê!

Faltam poucos dias para o 12º CONEG da UBES!

Na próxima sexta-feira, 4 de setembro, no Rio de Janeiro, tem início o 12º Conselho Nacional de Entidades Gerais (CONEG) da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES). Até dia 6 a Universidade do Estado do Rio de Janeiro vai receber estudantes secundaristas de todo o país, e ainda representantes da Colômbia, Peru e Bolívia.

Além de debater temas de interesse dos secundaristas brasileiros, o 12º CONEG acontecerá simultaneamente ao 1º Encontro Latino-Americano e Caribenho de Estudantes Secundaristas. Será a oportunidade de trocar informações e experiências com colegas latino-americanos e caribenhos.

Também nesta edição do evento haverá uma profunda reflexão sobre a Conferência Nacional de Educação (Confecom), buscando o protagonismo dos estudantes nesse importante momento. E será no CONEG a convocação para o 38º Congresso da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, estimulando a participação de estudantes de todo o país. Convide seu grêmio ou entidade para participar!

Leia com atenção o regimento do 12º CONEG. Em caso de dúvidas, entre em contato com a UBES: comunicacao@ubes.org.br . Siga a entidade também pelo Twitter: http://twitter.com/comunicacaoubes

12º CONEG e 1º Encontro Latino Americano de Estudantes Secundaristas
Data: de 4 a 6 de setembro
Local:UERJ


Confira abaixo a programação dos três dias do evento e os assuntos que serão debatidos.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

4 de setembro - Sexta-feira
07:00 às 09:00 - Chegada, credenciamento das delegações e café da manhã.
Local – Secretaria (sub-solo da Capela) e cantina 11 andar UERJ

10:00 às 12:00 - Ato “Ensino Médio Inovador”:
Presenças: Eduardo Paes (Prefeito Rio de Janeiro), Sérgio Cabral (Governador do Estado do Rio de Janeiro), Maria Auxiliadora Seabra Rezende (Consed), Fernando Haddad (Ministro da Educação), Antonio Cesar Russi Callegari (CNE) e Marco Antonio Raupp (SBPC), Augusto Chagas (UNE), Hugo Valadares (ANPG), Igor Bruno (Coord. de Juv. Rio de Janeiro), Tereza Porto (Secretária Estadual de Educação / RJ), Davi Barros (Pres. CONJUVE).
Local - Teatro Odylo Costa UERJ

12:00 às 14:00 – Almoço
Local – Cantina 11 andar UERJ

14:00 às 16:00 – Mesa “Experiências educacionais na América Latina e Caribe”
Com: Carlos Simões (Ministério da Educação), Ivana de Siqueira (Organização dos Estados Ibero-Americano, (Equador).
Local - Teatro Odylo Costa UERJ

16:00 às 17:00 – Intervalo Cultural.
Local – Área aberta UERJ

17:00 às 19:00 - Intervenções internacionais especiais e atividades esportivas.
Local – Capela da UERJ e quadras poliesportivas

19:00 às 20:00 – Jantar.
Local – Cantina 11 andar UERJ

20:00 às 24:00 – Atividade Cultural – Bateria da Mangueira.
Local – Concha Acústica da UERJ

5 de setembro - Sábado
07:00 às 09:00 - Café da manhã.
Local – Cantina 11 andar UERJ

10:00 às 12:00 - Mesa “América Latina e Caribe: desafios e perspectivas”
Com: Embaixador Gonçalo Mello Mourão (Ministério das Relações Exteriores), Carlos E. Trejo Sosa (Cônsul de Cuba), Emir Sader (Presidente da Clacso), Enrique Daza (Aliança Social Continental).
Local - Teatro Odylo Costa UERJ

12:00 às 14:00 – Almoço.
Local – Cantina 11 andar UERJ

14:00 às 16:00 – Mesa “Construindo um Sistema Nacional Articulado de Educação”
Com: Augusto Chagas (UNE), Francisco das Chagas Fernandes (Coordenador da Conferencia Nacional de Educação), Roberto Franklin de Leão (CNTE), Daniel Cara (Campanha nacional pelo direito a educação).
Local - Teatro Odylo Costa UERJ

16:00 às 17:00 – Intervalo Cultural.
Local - Área aberta UERJ

17:00 às 20:00 – Grupos de discussão (Comunicação, Cultura e Esporte, Combate as opressões, Meio ambiente, Finanças, 2 Movimento Estudantil, Relações internacionais).
Local – 8 Salas de aula UERJ

20:00 às 21:00 – Jantar.
Local – Cantina 11 andar UERJ

21:00 às 24:00 – Atividade Cultural – Noite Funk.
Local – Concha Acústica da UERJ

6 de setembro - Domingo
07:00 às 09:00 - Café da manhã.
Local – Cantina 11 andar UERJ

10:00 às 11:00 – “Ato em defesa da Cultura”
Com: Juca Ferreira (Ministro da Cultura), Manoel Rangel (Presidente da ANCINE), Alexandre Santini (Coord. Geral do CUCA).
Local - Teatro Odylo Costa UERJ

11:00 às 12:00 – Resolução Internacional do Encontro
Local - Teatro Odylo Costa UERJ

12:00 às 14:00 – Almoço
Local – Cantina 11 andar UERJ

14:00 às 16:00 - Plenária Final
Local - Teatro Odylo Costa UERJ

16:00 às 17:00 - Plenária Final
Local - Teatro Odylo Costa UERJ




A Estrada vai além do que se vê!

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Ciência, Trabalho e Sociedade


A bela cidade de Pirapora, situada à margem do rio São Francisco, sediou o V Encontro de Psicólogos de Pirapora, Buritizeiro e Várzea da Palma, integrado ao IV Psicologia nas Gerais, que neste ano tem como subtema: Ciência, Trabalho e Sociedade.

As atividades, promovidas pelo Conselho Regional de Psicologia de Minas Gerais e pela Prefeitura Municipal de Pirapora, tiveram início no dia 21 de agosto e irão até o dia 27 do mesmo mês. Visitas de estudantes de Psicologia aos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) de Pirapora e Buritizeiro, apresentações teatrais em praça pública, exposições dialogadas, oficinas e debates, compõem a programação do evento nas cidades ribeirinhas, enfocando os vários campos de atuação dos psicólogos na região.

A solenidade de abertura da Semana do Psicólogo, prestigiada por dezenas de psicólogos, estudantes e profissionais de outras áreas, ocorreu na noite de 21 de agosto no Centro de Convenções de Pirapora com a mesa redonda “Psicologia: formação, prática profissional e exercício da cidadania”. Após a apresentação artística da Escola Ballet Cia. Pirapora, a psicóloga Magda Mota Serai Edine, coordenadora do encontro, saudou a todos os presentes ressaltando a importância do Encontro e do debate daquela noite para a valorização e crescimento da profissão.



A demanda por psicólogos cresce
A primeira a apresentar suas considerações foi a psicóloga Simone Monteiro Ribeiro, conselheira do CRP, professora e coordenadora do curso de Psicologia das Faculdades Pitágoras em Montes Claros, que fez um apanhado histórico da construção da Psicologia enquanto campo de saber e profissão. Lembrou que durante os séculos XVIII e XIX, a Psicologia tratava o “Eu” dicotomizado em relação ao outro, numa subjetividade privatizada e distanciada do contexto, abordagem da qual ainda se encontram resquícios nos dias de hoje. Somente a partir da década de 1980, o psicólogo realmente passa a discutir o seu papel social, se politiza, se engaja e se torna mais participativo. Com a promulgação da Constituição Brasileira em 1988, fruto das lutas protagonizadas pelos psicólogos, várias políticas públicas e ações são deflagradas, aumentando o campo de atuação dos mesmos, especialmente nas áreas de saúde, educação e trabalho. A demanda por psicólogos nas políticas públicas é cada vez maior, já que os mesmos são chamados a atuar diretamente, principalmente no Sistema Único de Saúde (SUS). Com o surgimento desses novos espaços, como os Centros de Atenção Psicossociais, cria-se a necessidade da formação ser repensada, revendo modelos hegemônicos até então e reformulando o saber e o fazer.

Em 2004, com o advento das novas diretrizes curriculares nacionais para os cursos de graduação em Psicologia, um desdobramento da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) promulgada em 1996, a formação de profissionais dá um grande salto qualitativo, com destaque para a desconstrução do currículo mínimo através da flexibilização curricular; os estágios básicos desde o início da formação, rompendo com a dicotomia entre teoria e prática; a formação generalista; e a possibilidade de trabalhar as competências e habilidades em diferentes contextos.

A professora Simone também ressaltou que os cursos de graduação em Psicologia triplicaram em Minas Gerais de 2000 até hoje, chegando a cerca de 50 no estado. Alguns desses cursos estão em condições irregulares de funcionamento, o que leva a reflexão sobre a relação entre a qualidade da formação e a massificação. Segundo a professora, “o CRP vem trabalhando junto às instituições de ensino, realizando eventos em parceria, fazendo visitas, dando orientações técnicas, divulgando as políticas do CRP e sua preocupação social, se aproximando dos professores. Inclusive, dentro da programação do Psicologia nas Gerais em Montes Claros, teremos um encontro, a partir do CREPOP (Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas), com os coordenadores e professores dos cursos de Psicologia. São essas nossas ações, já que o CRP não tem o poder de regular a abertura de cursos, buscamos contribuir no aumento da qualidade da formação dos futuros profissionais”.


Promover e exercer a cidadania
Logo a seguir, a psicóloga Aparecida Rosângela Silveira, professora e coordenadora do curso de Psicologia da Faculdade de Saúde Ibituruna (FASI) em Montes Claros, discorreu sobre “Psicologia e o exercício da cidadania”. “Qual o movimento que um psicólogo ou estudante de Psicologia faz para promover a cidadania?”, foi a questão que iniciou sua exposição, instigando o público presente. A professora ressaltou a importância dos movimentos sociais para a promoção da democracia e da participação popular e a importância e responsabilidade dos psicólogos em contribuir intervindo objetivamente nesta seara.

“Durante um tempo tivemos mais práticas solitárias do que solidárias”, ressaltou a debatedora, “a Psicologia foi extremamente excludente, segregatória e elitista, temos uma dívida social que só começou a ser paga há cerca de duas décadas. Ainda temos muito a fazer.”

A professora Aparecida também destacou os novos canais de participação popular, como os Conselhos, as instituições filantrópicas e as organizações não-governamentais (ONGs), canais que devem ser utilizados pelos profissionais para o entendimento, a discussão, a elaboração e a execução das políticas públicas, além de aprimorar uma postura ativa de cidadania nos psicólogos.


Formação além das salas de aula
O último debatedor da noite foi o psicólogo Antônio Ângelo Favaro Coppe, professor e coordenador da Pós-Graduação em Psicologia Hospitalar da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas) – Santa Casa de Belo Horizonte. O professor apresentou os aspectos que considera mais importantes para a formação cidadã do psicólogo. O conhecimento da realidade social do mundo produtivo e das relações sociais é o ponto de partida para tal formação, “devemos ir além da sala de aula, a escola não dá a formação pessoal necessária” afirmou. Quanto à qualidade dos cursos, o compromisso das instituições de ensino com o ensino, a pesquisa e a extensão são fundamentais e, infelizmente, não ocorrem nas escolas caça-níqueis. Outra questão abordada foi a saúde mental dos estudantes, “segundo um levantamento feito pelo Conselho Federal de Psicologia, cerca de 27% dos acadêmicos das IFES (Instituições Federais de Ensino Superior) estavam com problemas de saúde mental. E quem que dá suporte para esses alunos? São necessários profissionais nas universidades para fazer o acompanhamento destes alunos”.

Estimular o empoderamento também é uma das atribuições do psicólogo segundo o professor Antônio, “não há revolução maior do que ajudar as pessoas a exercer o seu próprio poder”. Quanto às qualidades necessárias ao exercício da profissão, ele afirmou que “são apenas três: humildade, paciência e paciência”. “A construção da cidadania se dá no cotidiano, aliando a formação pessoal e acadêmica com a prática” finalizou o professor.

Durante o debate surgiu a ideia de criar uma associação dos psicólogos da região para fortalecer a representação profissional. Para a professora Aparecida, “com o advento da associação, as reivindicações e pressões junto ao poder público teriam muito mais visibilidade, o que contribuiria significativamente para a melhoria da qualidade dos serviços públicos prestados a população”.

Oportunidades
O prefeito de Buritizeiro, padre Salvador Fernandes, definiu o encontro como um espaço privilegiado onde “vamos quebrando os mitos a respeito da Psicologia, entendendo-a como o resgate do ser humano e a sua inserção no seio da sociedade”.

Para a acadêmica do 4º período de Psicologia da FASI, Laura Câmara, “o evento foi importante porque deixou claro que a Psicologia tem um campo de atuação amplo, depende de cada um correr atrás de uma formação realmente mais apurada, não faltam oportunidades para quem tem a intenção de se um bom profissional e trabalhar com ética”.

Texto e fotos: Ramon Fonseca


A Estrada vai além do que se vê!

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Filatelia

Pois é moçada, boa noite!

O blog acaba de ganhar mais um selo, desta vez veio do blogueiro amapaense Patrique Lima, do Papos de Juventude.

Pelas regras do jogo, tenho que indicar mais 10 blogs, comunicá-los e colocar 5 coisas de que gosto, vamulá:

Blogs (a ordem é aleatória):

Há uma menina... (da querida Manuela D'Ávila)

Márcia e suas leituras

Sertões Zine

O outro lado da notícia (Blog do Osvaldo Bertolino)

O Caderno de Saramago (esse eu não vou conseguir comunicar ao autor)

Botando o verso no trombone! (da querida amiga Luana Bonone)

Paraíba Vermelha (da Aninha Santos, exilada em Brasília)

Urublog (o blog da Nação)

Blog do Diniz Sena

Papos de Juventude (o último, mas não o menos importante)

5 coisas que gosto (demais):

Minha Débora (que amo)

O todo-poderoso Mengão

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB)

As Minas Gerais

Tomar uma Brahma gelada (free advertising)

Bom, é isso aí pe-pessoal, Patrique valeu demais pela lembrança!

P.S. Amanhã estarei participando de debate promovido pelo Centro Acadêmico de Geografia e pela Coordenação Didática, sobre Flexibilização Curricular no Salão Nobre do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CCET) da Unimontes, às 8:30 e às 20:00. Quem puder comparecer, está convidadíssimo.


A Estrada vai além do que se vê!

Câmara lança comunidade virtual sobre Estatuto da Juventude


Ampliar a participação da sociedade no processo de elaboração de políticas públicas no Legislativo é o que pretende o Portal e-Democracia. O portal utiliza ferramentas digitais de interação para ampliar o debate em torno de temas em discussão no Legislativo. Desta forma, a Câmara proporciona mais um canal para a participação direta da sociedade.

Por meio do e-Democracia, é possível apresentar comentários e sugestões nos fóruns temáticos, participar de reuniões virtuais (salas de bate-papo), acessar os documentos, e ainda apresentar sugestões para consolidação da proposta do projeto de lei de forma colaborativa e democrática.

A Comissão Especial do Estatuto da Juventude, presidida pelo Deputado Lobbe Netto, cuja relatoria está sob os cuidados da Dep. Manuela D´Ávila, está promovendo amplo debate popular sobre o Projeto de Lei que cria o Estatuto da Juventude. A dinâmica de trabalho inclui encontros presenciais em todos os Estados, onde a juventude local apresentará suas sugestões em forma de relatório que serão debatidos, em âmbito nacional, na comunidade virtual temática do Portal e-Democracia.

Para esse fim, foi criada a Comunidade Virtual Legislativa do Estatuto da Juventude, que será lançada oficialmente no dia 25 de agosto de 2009, a partir das 15h, em Plenário das Comissões.

Eis os temas iniciais das discussões na comunidade virtual do Estatuto da Juventude:

Fórum sobre um Sistema Nacional de Juventude.

Principais assuntos:

Instituição do Sistema Nacional de Juventude
Debate sobre os propósitos, a composição, definições e as competências dos Entes Federados tendo em vista a criação de um Sistema de Juventude.

Fortalecimento dos Conselhos de Juventude
papel dos Conselhos de Juventude no Sistema, sua composição geral, suas competências e poderes para agir na articulação da rede de juventude.

Criação da Rede Nacional de Juventude
Debate sobre a viabilidade e conveniência da criação de um Registro Nacional de Entidades e de um Sistema de Informação sobre a Juventude. Além disso, debater a oportunidade de conceder direitos especiais de representação para associações de jovens em relação aos Direitos Individuais e Coletivos.

Avaliação e acompanhamento da Gestão do Sistema e das Políticas Públicas
Debate sobre todo o assunto que diga respeito às falhas na execução das políticas e formas de avaliação, acompanhamento e de resolução dos problemas levantados.

Financiamento e prioridades
Prioridades e propósitos dos fundos que já existem e discussão sobre a criação de um Fundo para a Juventude.

Fórum sobre a Articulação de Políticas Públicas para Juventude.

Principais assuntos:

Capacitação para o trabalho
Debates sobre a promoção de capacitação para o trabalho em conjunto com a Educação para Jovens e Adultos, com o Sistema S, Projovem e outros programas.

Educação, esporte e cultura
Debate sobre a conveniência de tornar o ensino médio obrigatório para todos, os programas de acesso e fomento à educação (Prouni/reuni e projovem), as melhorias à assistência ao estudante e facilitação de acesso à cultura (meio passe, meia entrada).

Trabalho e emprego
Reflexões para o fortalecimento do Sistema Nacional de Emprego e a articulação entre trabalho especializado e oportunidades de emprego. Debater sobre a qualificação das pessoas que trabalham com jovens e possíveis modificações nas leis que tratam de aprendizagem e estágio.

Saúde
Debate sobre a prioridade para os programas de planejamento familiar de prevenção a doenças sexualmente transmissíveis, bem como atenção ao usuário de álcool e outras drogas.

Segurança Pública e Justiça
Debates medidas que beneficiem a majoritária população jovem interna em Estabelecimentos Penais. Questões voltadas para o jovem e o Sistema de Justiça também integram este tópico.

Participação juvenil
Fomento da participação do jovem na política e do associativismo jovem.

Articulação entre Sistemas já existentes.
Debate sobre a necessária articulação dos sistemas e políticas já existentes

Para participar da comunidade Estatuto da Juventude acesse o site http://www.edemocracia.gov.br/, cadastre-se e clique na comunidade Estatuto da Juventude. Caso necessite de mais informações envie uma mensagem para edemocracia.juventude@camara



A Estrada vai além do que se vê!

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Vem aí a Feira do Livro Universitária

A 1ª Feira do Livro Universitária acontecerá nos dias 27 e 28 de agosto. É um evento promovido pela ECONOMONTES com o objetivo de integrar os estudantes das diversas faculdades, universidades e escolas da cidade através da exposição e comercialização de livros de editoras e livrarias de renome.

A conseqüência natural desse evento será trazer todos os estudantes da cidade para conviver em um ambiente de cultura, aprendizado e lazer. A entrada é franca e as atividades começam às 10hs e previstas para terminarem às 22hs, no campus Darcy Ribeiro no estacionamento do prédio 1.

Além de integrar os estudantes com um ambiente amplo de cultura, acesso a bibliografias e literaturas, o evento vai contar com um espaço café, onde os visitantes poderão confraternizar. Também, a agenda contará com o café filosófico, promovido pelo departamento de filosofia e com alguns autores lançando seus livros. No stand da EconoMontes estaremos arrecadando livros usados para doações à biblioteca pública da cidade. “Vamos promover a primeira feira do livro da cidade e, com certeza essa será a primeira de muitas que teremos nos anos vindouros. Montes Claros precisa promover esse tipo de evento para integrar os estudantes a um ambiente cultural especifico”, explica Simone Magalhães, economista, professora da UNIMONTES e coordenadora da empresa júnior EconoMontes.

O evento é um piloto para que possamos adquirir experiência e institucionalizar a feira do livro na cidade. Para abertura, está previsto um discurso do magnífico reitor da UNIMONTES Paulo César de Almeida, no dia 27 às 9hs.

A ECONOMONTES é a empresa júnior do Departamento de Ciências Econômicas da UNIMONTES e a pioneira do setor na região norte mineira.

Contatos:
Simone Magalhães (Professora responsável pelo evento) – Tel: 9196 6573 / 8418 2566 / 3212 3352

Virginia Nobre (acadêmica gerente do projeto) - Tel: 3212 3352 / 9977 6120

Leonardo Camacho (Araújo & Camacho – Consultoria e Comunicação Empresarial) - Tel: 8426-5110




A Estrada vai além do que se vê!

Ministro visita UJS e parabeniza entidade pelos 25 anos

A UJS recebeu uma visita ilustre: o ministro do Esporte, Orlando Silva Jr. Ex-presidente da entidade, ele esteve reunido com membros da executiva nacional para parabenizar a militância pelas lutas e conversar sobre acontecimentos marcantes destes 25 anos da União da Juventude Socialista.

Para o ministro, é importante que a UJS esteja cada vez mais identificada com o cotidiano dos jovens brasileiros, buscando despertar a vontade de participação política neste setor. "Afinal de contas, o sentido da UJS é transformar o Brasil e construir o socialismo", afirmou.

Com aniversário em 22 de setembro, a plenária nacional da UJS, que acontecerá nos próximos dias 8 e 9, deve aprovar um calendário de festividades para marcar a data. A ideia é fazer de setembro o mês de atividades comemorativas, incentivando estados e municípios a realizarem atos, sessões solenes e outras iniciativas alusivas à história da entidade. Outra proposta é construir atividades nacionais centralizadas - que deverão contar a presença de delegações de todos os estados - com participação de personagens marcantes da UJS, do cotidiano juvenil e do cenário político brasileiro, além de atrações culturais.

Na ocasião da visita, Orlando gravou um vídeo, que será divulgado na página da UJS, felicitando a entidade e seus militantes pelo jubileu de prata.




A Estrada vai além do que se vê!

Servidores realizam maior manifestação contra governo Aécio

A insatisfação do funcionalismo mineiro chegou às ruas. Nesta quinta-feira (20/08), os trabalhadores de todas as áreas do serviço público organizaram uma manifestação que tomou as ruas do centro da capital mineira.

Cerca de 3 mil pessoas fizeram passeata que começo na Praça Afonso Arinos e terminou em frente ao Palácio da Liberdade, sede do governo de Minas. Segundo os sindicatos que organizaram o ato, o reflexo do choque de gestão é a perda de direitos e baixos salários para os trabalhadores.

Ação policial
Como em todas as manifestações contra o governo Aécio Neves, os manifestantes foram cercados pela tropa de choque da Polícia Militar, para impedir o acesso à Praça da Liberdade. O movimento conseguiu, de forma pacífica, romper o cordão de isolamento e chegar ao Palácio da Liberdade, o que não se via há muito tempo nas manifestações em Belo Horizonte. Durante o trajeto até chegar à Praça, os trabalhadores também pararam em frente ao Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), onde fica o gabinete do vice-governador, Antonio Anastasia.

Reivindicações
Um dos eixos do protesto é a contra proposta sobre o reposicionamento na carreira. Segundo o diretor do Sindicato dos trabalhadores na saúde (Sind-Saúde/MG) o governo Aécio Neves prolonga desde 2005 a consolidação do plano de cargos e salários. Em 2009, o governo apresentou uma proposta que não agradou os trabalhadores. A proposta dos sindicatos é diminuir pela metade a contagem de tempo de serviço (a cada 2 anos e meio) e a progressão por escolaridade (a cada um ano).

Além disso, os trabalhadores exigem reajuste salarial. Em todas as falas durante o protesto foi comum a denúncia de salários congelados, inclusive abaixo do salário mínimo garantido constitucionalmente. Segundo os trabalhadores, toda esta situação é reflexo da implementação do “malfado” choque de gestão. O presidente da CUT-MG, Marco Antonio disse que “os trabalhadores não estão satisfeitos com a situação em Minas. O choque de gestão significa na verdade menos investimentos na educação, na saúde e na segurança”.

Publicidade
Enquanto os trabalhadores denunciam a precariedade do trabalho e salários vergonhosos, a publicidade do governo ganha aditivos orçamentários bem polpudos. Apenas nos últimos três meses a publicidade governamental gastou R$ 70 milhões.

Estado de greve
A manifestação foi considera a maior deste ano e conseguiu unificar todo o funcionalismo com a coordenação da InterSindical. Os servidores da saúde fizeram paralisação em diversos órgãos do estado para participarem da atividade e em muitos deles como na Funed e Unimontes iniciam estado de greve.


Mariana Arêas para o Caderno Vermelho Minas

Foto: Arquivos Sind-UTE/MG



A Estrada vai além do que se vê!

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Feijoada Socialista anima militância em Montes Claros

Com muita criatividade e descontração, PCdoB de Montes Claros realizou exitosa agenda de mobilização rumo ao 12º Congresso do PCdoB. A primeira das quatro plenárias de quadros convocada pela Comissão Política Municipal inaugura nova faze na mobilização para a Conferência Municipal marcada para o dia 19 de setembro. Atendendo ao chamado do partido, a atividade contou com expressiva participação dos quadros convocados.

A plenária ocorreu na casa de Isabel (Bel), Secretária de Organização do PCdoB-MOC. Na abertura o Presidente do Partido e Secretário Adjunto de Cultura da Prefeitura, Lipa Xavier ressaltou que a plenária fazia parte de um esforço de colocar os quadros do partido para liderarem os debates do 12º Congresso. Em seguida fez a apresentação dos três primeiros capítulos do Programa Socialista que instigou intenso debate do público presente. Depois de finalizado o debate, Bel fez uma passagem geral no calendário de Assembléias de Base e plenárias de filiados, bem como nas metas de mobilização e filiação.

Além das piadas e das estórias narradas por seu “Zé Bazá”, mitológico norte mineiro e pai de Bel, a descontração teve seu ponto alto na feijoada mineira oferecida pela anfitriã. “Colocar a militância em movimento, sob a liderança dos quadros do partido das formas mais variadas e flexíveis, inclusive com feijoada, esse é o sentido maior e o motivo do êxito da atividade”, endossou Lipa Xavier. Para Bel, “além da discussão das teses e do controle da mobilização, é também um momento de reencontrarmos aqueles que constroem o partido no dia-a-dia”. A próxima plenária, que será no domingo próximo, terá Aninha, militante histórica do partido, como anfitriã. A mística fica por conta do cardápio, visto que todos já sabem a segunda parte do debate.

Além das quatro plenárias de quadros, das assembléias de base, o partido em Montes Claros realizará duas reuniões da Comissão Política e duas do Comitê Municipal para preparar os documentos de balanço da direção e a proposta de nova direção, além dos detalhes da Conferência.



A Estrada vai além do que se vê!

O cafofo novo do Aecinho

Matéria publicada pelo Novo Jornal afirma que sem renda oficial suficiente, Aécio compra, por R$ 12 milhões, apartamento que pertenceu a seu avô Tancredo

Ex-assessor de Tancredo se assusta ao folhear relatório sobre o crescimento patrimonial do atual governador de Minas Gerais e afirma: “Quem diria, aquele jovem vindo do Rio de Janeiro, após a eleição de seu avô ao governo de Minas em 1982, trazendo em sua mochila bermudas e camisetas. Seu primeiro terno foi comprado pronto na Mesbla, com recursos de seu avô”.

Esta realidade assusta não só aos ex-assessores de Tancredo, mas a todos que conhecem a história de Aécio Neves.

Jamais exerceu qualquer atividade empresarial, comercial ou industrial. Desde 1983 exerceu apenas cargo público, ou seja, recebeu salário, primeiro no governo de Minas como assessor de seu avô, depois diretor de loterias na Caixa Econômica Federal e deputado federal por quatro mandatos, até ser governador de Minas.

Em 2006, após seu primeiro mandato de governador, seu patrimônio já gerava desconfiança. Porém, o crescimento após 2006 ultrapassa qualquer explicação. A não ser que o governador tenha ganhado três prêmios acumulados da mega-sena sozinho.

Aécio Neves, então candidato a governador de Minas em 2006, declarou ao TRE/MG um patrimônio total de R$ 831.800,53. Apenas três anos depois de eleito para o segundo mandato, o governador mineiro, apenas em uma aquisição, conseguiu ampliar 50 vezes seu patrimônio imobiliário, adquirindo a participação de todos os herdeiros de seu avô Tancredo no luxuoso apartamento situado em Copacabana, na cidade do Rio de Janeiro. O total pago foi de R$ 12 milhões, à vista.

Há um farto folclore sobre a suposta vocação dos mineiros para serem econômicos e demonstrarem conservadorismo na administração do dinheiro. É bastante provável que a fama seja inteiramente injusta, mas a declaração de bens do governador de Minas bem que dá asas à ideia de que, “uai, tem mineiro guardando dinheiro no colchão, sô”.

O economista Aécio Neves, 49 anos, informou à Justiça Eleitoral em 2006 que possuía em espécie R$ 150 mil. Declarou ainda um apartamento na cobiçadíssima Avenida Epitácio Pessoa, no bairro carioca de Ipanema, que apareceu na declaração de bens de Aécio com o preço de R$ 109,55 mil.

Ele não discrimina o número de dormitórios que tem o imóvel, mas uma rápida pesquisa em classificados de jornal mostra que o dinheiro é pouco até mesmo para comprar um “quarto/sala” por ali.

O fato pode ter a ver com um hábito dos políticos. Eles costumam utilizar nas informações prestadas à Justiça Eleitoral os valores dos imóveis constantes das declarações de Imposto de Renda.

Nessas, o contribuinte é impedido de atualizar o valor do bem à luz dos preços de mercado porque o esfomeado Leão quer aumentar ao máximo a possibilidade de morder ganhos de capital elevados, aumentando artificialmente o lucro obtido pela eventual venda do imóvel. Em tese, à Justiça Eleitoral, o candidato deveria informar o valor real do bem.

Além do apartamento de seu avô, outros imóveis foram adquiridos no litoral, principalmente em Angra dos Reis. Em Angra, o preço dos imóveis ultrapassa o valor pago no apartamento de seu avô.

Até mesmo dois imóveis no exterior seriam de propriedade do governador mineiro. A maioria dos imóveis encontra-se registrado em nome de empresas, desta forma, o nome do governador não aparece.

No contrato social também consta como sócia outra pessoa jurídica, uma empresa de “participação”. Entretanto, a maior parte do patrimônio do governador de Minas está em nome de empresas registradas em paraísos fiscais e em fundos internacionais, como ficou provado na investigação realizada pela Polícia Federal nos fundos administrados pelo Banco Opportunity, de Daniel Dantas.

Nestas investigações, diversas remessas realizadas desde 2003 por doleiros da Construtora Andrade Gutierrez e Camargo Correia foram identificadas como sendo para Aécio. Estes dados já se encontram em poder do Ministério Público e Receita Federal.

Evidente que o governador mineiro encontra-se no grupo de brasileiros que estão “acima da lei”, a exemplo do senador José Sarney. Desta maneira, membros da Receita Federal entendem que dificilmente ele será punido.

Na verdade, após a redemocratização do País, estes “senhores” organizaram o novo cenário de poder no Executivo, Legislativo e Judiciário. As Cortes superiores de Justiça têm quase a totalidade de sua composição por indicação do presidente da República.

“De 1985 até hoje, no STJ e STF já se renovou desta forma uma aliança entre Sarney, Collor, Fernando Henrique, Itamar e Lula representa uma ameaça para independência e estabilidade do sistema judicial”, afirma um ex-ministro do Supremo Tribunal Federal.

Políticos próximos de Lula informam que a recente posição de Aécio e de seu “escudeiro” Itamar Franco contra o Governo Federal é em retaliação às investigações feitas pela Receita Federal.

Senador do PSOL espera a presença da ex-secretária da Receita Federal, Lina Vieira, na Comissão de Constituição e Justiça do Senado para indagar a respeito da pressão feita por Dilma Rousseff em relação à investigação de Aécio.

Outra questão que está sendo apurada é a participação do governador junto com o deputado Nárcio Rodrigues (PSDB) e o presidente da Assembleia Legislativa mineira, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), no mineroduto de 525 km de extensão para transportar o minério de ferro do sistema Minas-Rio, saindo de Conceição de Mato Dentro (MG) e chegando ao Porto de Açu, no Rio de Janeiro.

Obra que inclusive está para ser suspensa pelo Ministério Público Federal por irregularidades.

A participação do governador mineiro no setor elétrico seria também através de uma empresa. No inquérito, assusta a omissão da Codemig em relação aos pedidos da empresa de Daniel Dantas para pesquisa e exploração de jazidas minerais que pertencem à empresa mineira.

As investigações comprovam ainda que a diferença entre o valor declarado como da venda de nióbio de Araxá e o realmente recebido no exterior é escandaloso e estaria sendo administrado por um fundo pertencente ao Unibanco no exterior, que, por sua vez, vem aportando recursos no fundo que coincidentemente Aécio tem cotas.

Embora publicamente demonstre pouca amizade, Aécio é amigo desde a infância do proprietário do Unibanco, pois no mesmo prédio (apartamento adquirido por Aécio recentemente) sempre morou Walther Moreira Salles e seu avô Tancredo Neves.

Um dos procuradores da República encarregados das apurações foi procurado e nada quis afirmar, apenas advertiu ao Novojornal: “Relatar a totalidade do patrimônio de Aécio Neves antes da apresentação da denúncia seria trazer descrédito para o caso”.

O procurador tem razão, o crescimento patrimonial de Aécio realmente assustará, principalmente aos mineiros. Embora o enriquecimento de governadores de Minas Gerais após o término do período militar tornou-se natural.

Basta ver o patrimônio de Hélio Garcia e Newton Cardoso. Pouco visível fica o patrimônio de Itamar e Azeredo, que sempre utilizaram “intermediários” para tratar desses assuntos.

A assessoria de imprensa do governador foi consultada, mas não retornou à reportagem.




A Estrada vai além do que se vê!

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Adjuntos empossados na Prefeitura

Lipa Xavier assumiu a Secretaria-adjunta de Cultura
Foto: Ramon Fonseca

Na tarde de segunda-feira, 17, foram empossados, na Prefeitura, quatro secretários adjuntos, nas pastas de Cultura, Administração, Planejamento e Agropecuária. A solenidade foi na sala de reuniões do Gabinete, com presenças de secretários municipais, vereadores e representantes da comunidade. Com a medida, foi completada a equipe do primeiro escalão da atual administração.

O ex-vereador Lipa Xavier (PCdoB) assumiu como adjunto de Cultura. Francisco Rocha responde pela secretaria adjunta de Administração, sendo que Rafael Silva Gontijo já atua como adjunto de Planejamento e o produtor Reinaldo Rabelo como adjunto de Agropecuária e Abastecimento.

Falando em nome dos empossados, Lipa Xavier agradeceu a confiança do prefeito Luiz Tadeu Leite e destacou que os novos integrantes não medirão esforços no sentido de somar com a equipe governamental, e realizar um bom trabalho em prol da comunidade montes-clarense. “Chegamos num momento em que a equipe já está atuando, com resultados positivos, e estamos dispostos a contribuir e, também, aprender, em benefício da população dos bairros e da zona rural de Montes Claros”, afirmou o adjunto de Cultura.

O prefeito Tadeu Leite pediu empenho dos empossados para que os trabalhos da administração melhorem cada vez mais. Frisou que tanto os titulares quanto aos adjuntos tem grandes responsabilidades para com as ações e projetos da Prefeitura e, principalmente, com os interesses coletivos. “Os adjuntos não são meras figuras ilustrativas e devem ajudar os titulares, em seus respectivos setores”, afirmou o prefeito.


Da Ascom da Prefeitura Municipal de Montes Claros


A Estrada vai além do que se vê!

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Tatarana Trio na Terça Cultural

Terça Cultural continua com sua programação especial das Festas de Agosto, e nesta terça-feira dia 18 de agosto contará com a apresentação da banda Tatarana Trio logo após a abertura oficial do 31º Festival Folclórico, com horário de início previsto para 21h. O Tatarana Trio é uma iniciativa dos músicos Beu Viana na guitarra e vocais, Rafael Carneiro na bateria e vocais e Júlio Gonçalves no contra baixo. O trio resgata os sucessos de Roberto Carlos, Frank Sinatra, Michael Jackson, Hanoi Hanoi, Gilberto Gil e outros mestres da música nacional e internacional.

Na terça-feira passada (11) o público lotou o auditório Cândido Canela para prestigiar Valdeir Castilho, o Tim Maia Cover. Nesta terça-feira (18) o público contará com um belíssimo show, além de participarem da abertura oficial das Festas de Agosto, uma terça-feira muito agitada em vésperas de comemorações, e o melhor, com entrada gratuita.

Beu Viana é natural da cidade de Porteirinha, Rafael Carneiro é da cidade de Bocaiuva e Júlio Gonçalves de São Paulo, entretanto escolheram Montes Claros como a cidade do coração, aqui desenvolvem seus trabalhos artísticos e estão muitos satisfeitos com a aceitação do público que acompanha o trio, além de ressaltarem a paixão pelas Festas de Agosto e toda a magia cultural que circula nesta época.

O coordenador do projeto, Rodrigo de Paula ressalta que a Terça Cultural já comemora resultados positivos e enfatiza a importância dos parceiros e apoios culturais recebidos como a Master Cabo, a TV Geraes, Impreshop, Estúdio Áudio Quality, Zine Sertões e a Nave Estamparia, dentre as iniciativas privadas que estão apoiando esta primeira fase da Terça Cultural.

Para quem estiver interessado em conferir as fotos e vídeos da apresentação do Tim Maia Cover, podem acessar o blog oficial da Terça Cultural: tercacultural.blogspot.com.

A Terça Cultural é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura em parceria com o Coletivo Plug.


A Estrada vai além do que se vê!

Prefeito anuncia retomada do Mocão

Em entrevista coletiva concedida à imprensa na tarde de sexta-feira, 14, o prefeito Tadeu Leite anunciou a retomada do projeto de construção do estádio municipal ou Mocão, no Grande Delfino Magalhães. O prefeito visitou o local recentemente, acompanhado do secretário-executivo do ministério dos Esportes, Wadson Ribeiro.

Ele garante que já foram resolvidas pendências administrativas junto ao Tribunal de Contas da União e à CGU - Controladoria Geral da União, o que possibilita a retomada do projeto.

Sua ideia, disse, é construir a obra por etapas - a primeira comportaria até 8 mil torcedores. Tadeu deseja que o projeto envolva toda a sociedade montes-clarense, através das iniciativas pública e privada. Parte da verba já está à disposição do município, assim como ferragens, e ele ainda espera apoio do governo do estado.

O prefeito informou, ainda, que o ginásio poliesportivo será reinaugurado dia 23 de setembro com duas partidas de voleibol: preliminar entre o time de Moc e Minas ou Sada Cruzeiro e a principal entre Brasil e Estados Unidos.



Foto: Fábio Marçal


A Estrada vai além do que se vê!

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

O dia em que o PIG falou a verdade


Por Luana Bonone*


A sabedoria popular diz que no amor e na guerra vale tudo. Na guerra feroz entre Globo e Record está valendo até fazer algo que não é do feitio do PIG (Partido da Imprensa Golpista): dizer a verdade!

Globo e Record revelam verdades uma a respeito da outra que já eram conhecidas dos movimentos sociais e de todos aqueles que se dedicam a estudar um pouquinho da história da comunicação no Brasil, mas ignoradas pela maior parte da população que assiste diariamente o Jornal Nacional... opa! Quer dizer, a maioria que agora assiste o Jornal da Record. E essa é exatamente a bronca da poderosa Globo: os índices de audiência do Jornal Nacional (JN) caíram, aliás, não só do JN, a Record chegou a ficar como líder de audiência por cinco horas seguidas em um único dia. Assim começou essa briga de cachorros grandes.

De um lado do ringue, com 44 anos de concessão, liderança de audiência e 48% de toda a publicidade oficial investida pela União (isso mesmo, verba pública!) só para o seu canal de TV, a poderosa Rede Globo da família Marinho, abençoada, naturalmente, pelo próprio Papa. Na outra ponta, com índices de audiência em ascensão, a bênção (e outras “cositas mas”) da Igreja Universal do Reino de Deus, e várias ex-estrelas globais, a Rede Record do bispo Edir Macedo.

Primeiro round
A poderosíssima começou batendo forte: na manhã do dia 11 de agosto, as manchetes de praticamente toda a imprensa escrita brasileira eram uníssonas: “Edir Macedo e mais nove viram réus por lavagem de dinheiro” (este título é do Estado de S. Paulo). No mesmo dia o tema entrou na pauta do JN e não saiu mais. Todos os dias mais denúncias acerca de como a Record foi construída com a contribuição dos fiéis da Igreja Universal. E para desqualificar a igreja, repórteres da Globo foram até os cultos gravar os apelos dos bispos para que os fiéis se desfaçam de seus bens materiais em favor da igreja, e para alcançar suas graças, é claro.

A Record respondeu com um verdadeiro documentário sobre a relação histórica e indecorosa da Globo com a Ditadura Militar, sobre como a Globo manipulou o debate entre Lula e Collor em 89, sobre o direito de resposta que Brizola ganhou na Justiça, sobre como a emissora escondeu os movimentos “Diretas Já!” e anos após o “Fora-Collor” pelo tempo que conseguiu, e a Record vai além, refere-se aos atuais proprietários da concessão como “um dos filhos Marinho” e ainda denuncia a Rede Globo por “monopólio”, com este termo.

Segundo round
Mas, além de um extenso patrimônio que vai desde jornal impresso até a rede de TVs, passando por rádio, portal na internet, etc., a Globo tem cachorrinhos adestrados a seu serviço, e rapidamente acionou o mais fiel deles: a revista Veja, que nesta semana discorre sobre a briga das emissoras em nove páginas dedicadas a expor a “ambição” do bispo Edir Macedo. A revista afirma que os índices de audiência da Globo permanecem o triplo da Record, desconsiderando que há horários em que a emissora ligada ao bispo tem batido o empreendimento da família Marinho todos os dias, como é o caso do reality show A Fazenda (não dava pro PIG se manter tão sincero por muito tempo... acho que a verdade provoca urticárias nos filhotes Marinho e na famiglia Civita). Vamos aguardar a resposta da Record a este flanco de ataque.

Bastidores
Enquanto o Brasil assiste ao embate aberto entre as emissoras que brigam pela audiência com programações que a cada dia perdem em qualidade, nos bastidores, a Abert (Associação Brasileira das Empresas de Rádio e TV) — que tem a Globo e a Record como associadas — se retira oficialmente do processo da Conferência Nacional de Comunicação (Confecom). As emissoras também se unificam em outro ponto: a campanha aberta de desmoralização do Senado e a tentativa de atingir a ministra Dilma Rousseff, pauta sempre seguinte à matéria do arranca-rabo entre as emissoras nos respectivos jornais.

Briga de cachorro grande
Bom, em briga de cachorro grande não é aconselhável se meter... até porque se qualquer mortal se mete no meio desses dois verdadeiros pit bulls, a nova disputa será quem dá a primeira patada certeira na presa que se apresenta. Assim, penso que a reação dos movimentos sociais e ativistas pela democratização da comunicação em geral deve ser direcionada a quem cria estas feras: o Estado. E o melhor espaço para cobrar que se ponha focinheira nos pit-bulls eletrônicos é a Confecom.

Utilizemos todas as denúncias da Globo em relação à Record e vice-versa. Utilizemos os instrumentos que o PIG nos deu no dia em que disse a verdade. Mas utilizemos no flanco certo, para garantir que seja fortalecido um sistema público de rádio e TV, para que as rádios comunitárias parem de ser perseguidas e fechadas, para que haja uma gota ao menos de republicanismo no trato das concessões. É na Conferência de Comunicação que podemos unificar outras vozes por um novo marco regulatório para a comunicação no país.

Em tempo, as focinheiras não são para que as feras deixem de se atacar (que morram!), e nem para impedir que haja liberdade de imprensa, objeto sagrado de defesa aos que querem ampliação da democracia no país. Entretanto, contra a liberdade de “empresa” e em defesa da liberdade de imprensa de fato, é preciso democratizar o acesso aos veículos, e é preciso regulamentar o funcionamento dos meios de comunicação, pois há emissoras que já cumpriram todos os critérios da lei vigente para perder as concessão e ainda assim apenas três ou quatro famílias são donas de todas as opiniões que são propagadas no país, oligopolizando o espaço do debate público brasileiro.

As focinheiras não são nenhuma espécie de censura, são, antes, alusão a um artigo raro na comunicação brasileira: regulamentação. Para que os pit bulls eletrônicos parem de agredir algo tão caro aos brasileiros e brasileiras que sempre lutaram e continuam lutando em prol do Brasil: a nossa democracia.

*


A Estrada vai além do que se vê!

Montes Claros terá Praça da Juventude

Ministério do Esporte anuncia recursos de R$ 1 milhão e 600 mil

Além da reforma de todo ginásio poliesportivo Presidente Tancredo Neves, o prefeito de Montes Claros, Luiz Tadeu Leite, conseguiu junto ao Ministério do Esporte, recursos da ordem de R$ 1 milhão e 600 mil para construção da Praça da Juventude.

O anúncio aconteceu na tarde desta segunda-feira, 10, com a presença do Secretário Executivo do Ministério do Esporte, Wadson Ribeiro, representando o Ministro Orlando Silva, que foi ciceroneado pelo prefeito Luiz Tadeu Leite, para conhecer como se dará a obra de recuperação e revitalização do ginásio.

Além da construção da Praça da Juventude, que ficará próxima ao ginásio, o logradouro público ganhará ainda, no seu entorno, uma pista de atletismo. A previsão de inauguração do ginásio, segundo o prefeito Luiz Tadeu Leite, é até o final do mês de outubro. Ainda durante a visita do secretário Executivo do Ministério do Esporte, foi anunciada a implantação de 20 núcleos do programa “2º Tempo”. Cada um atenderá cerca de 300 crianças.

MOCÃO – Após mostrar o ginásio poliesportivo, o prefeito Luiz Tadeu Leite levou o representante do Ministério do Esporte para conhecer o local onde pretende construir o estádio municipal. Informou que já existe um montante de recursos da ordem de R$ 2 milhões para construção do estádio e que está buscando parceria do Governo Federal para conseguir mais R$ 4 milhões, para viabilização da obra.

A expectativa do prefeito montesclarense é de que até o final deste mandato, entregue o estádio municipal à população de Montes Claros.

O representante do Ministério do Esporte, Wadson Ribeiro disse que ficou impressionado com a estrutura do local onde será construído o estádio. Sobre a parceria do Governo Federal com a Prefeitura de Montes Claros, destacou que não está longe de se concretizar, principalmente porque em 2014, com o advento da Copa do Mundo, algumas cidades do país poderão ser beneficiadas com recursos para construções de estádios municipais e Montes Claros tem tudo para ser uma das escolhidas.


Foto: Ramon Fonseca


A Estrada vai além do que se vê!

Ministério do Esporte garante pista de atletismo para Unimontes

Vice-reitor João dos Reis Canela e o secretário executivo do Ministério do Esporte, Wadson Ribeiro
*
Centro Esportivo da Unimontes receberá pista sintética de atletismo

Será instalada no Centro Esportivo Universitário Reitor João Valle Maurício, localizado no Campus Universitário Professor Darcy Ribeiro, da Universidade Estadual de Montes Claros, uma pista de atletismo de 400 metros de extensão, elaborada com material sintético. A doação será efetivada pelo Ministério do Esporte, conforme anúncio feito pelo secretário executivo daquele Ministério, Wadson Nathaniel Ribeiro, em visita à Unimontes, na segunda-feira (10), sendo recebido pelo vice-reitor, professor João dos Reis Canela, representando o reitor, professor Paulo César Gonçalves de Almeida.

“É motivo de satisfação visitar a Universidade Estadual de Montes Claros, que representa o marco da transformação regional. A luta da Unimontes se confunde com a luta das universidades públicas desse País. Com compromisso e um papel determinante de desenvolvimento, essa instituição conseguiu mudar a realidade do Norte de Minas”, afirmou Wadson Ribeiro.

Ele participou de encontro na Sala dos Conselhos (prédio da Reitoria). Além do vice-reitor, estiveram presentes o deputado estadual Arlen Santiago, os secretários adjuntos de Esportes e da Juventude de Montes Claros, Jaime Tolentino e Igor Gustavo Dias, respectivamente; e os prefeitos de sete municípios norte-mineiros: Águas Vermelhas, Campo Azul, Indaiabira, Jequitaí, Novorizonte, Manga e São Romão, juntamente com professores vinculados ao departamento de Educação Física e do Desporto, da Unimontes. Foi discutida, ainda, a implantação na região dos projetos sociais do Ministério (“Segundo Tempo” e “Pintando a Cidadania”).

“Sabemos da realidade dessa região e a nossa meta é implantar as políticas públicas de desenvolvimento do esporte e ao mesmo tempo alinhar as ações desses programas sociais. Vamos estabelecer parcerias, a fim de beneficiar assim crianças e jovens por meio do esporte”, disse o secretário executivo do Ministério do Esporte. O vice-reitor João Canela agradeceu a visita, destacando a intenção da Unimontes de participar efetivamente das parcerias para a implementação dos projetos.

Wadson Ribeiro informou que a pista de atletismo será doada à Unimontes através da assinatura de convênio. O material sintético é produzido em Feira de Santana (BA), com o uso de resíduos de borracha, no projeto social “Pintando a Liberdade”, viabilizado a partir de parceria entre o Ministério do Esporte e indústria Pirelli. A multinacional tem uma fábrica em Feira de Santana e fornece a matéria-prima para o projeto.

MEMORIAL DO ESPORTE – Na oportunidade, a Unimontes solicitou apoio do Ministério do Esporte para implantação do Memorial do Esporte no campus-sede, idealizado pelo grupo de pesquisa em História do Esporte, do departamento de Educação Física e do Desporto, vinculado ao Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). De acordo com o professor Georgino Jorge de Souza Neto, um dos coordenadores do grupo, o objetivo é recolher, guardar e preservar fotos, textos e outros materiais relacionados à história do esporte regional.

O secretário executivo destacou a importância da iniciativa, garantindo que vai desenvolver todas as gestões para a liberação dos recursos necessários à sua implantação. Ainda de acordo com o professor Georgino Neto, a partir de agora será elaborado o projeto, cujo trabalho deverá contar com a colaboração de outros setores da universidade como o departamento de História, do Centro de Ciências Humanas (CCH).



Foto: Ramon Fonseca


A Estrada vai além do que se vê!

A UNE somos nós, nossa força e nossa voz!

Não por acaso o auditório da Câmara dos Deputados foi escolhido para a realização da posse da nova diretoria da União Nacional dos Estudantes (UNE). A ideia de realizar o ato na Câmara teve o objetivo de sensibilizar os parlamentares para a aprovação de três Projetos de Lei prioritários para a nova gestão.

Estão em tramitação na casa os PLs: da Reforma Universitária da UNE, da reconstrução da sede da entidade no Rio de Janeiro e da regulamentação da meia entrada. Confira as saudações de algumas personalidades presentes à nova diretoria da UNE e o reconhecimento da importância da entidade.

Beto Cury, Secretário Nacional de Juventude
“Reafirmo os compromissos que construímos ao longo dos últimos anos com a Secretaria. Falar da UNE na história recente do país é falar do ‘petróleo é nosso’, da luta pela resistência à ditadura, é falar dos caras-pintadas e mais atualmente é falar da luta pela Reforma Universitária, pela criação do ProUni, da luta pela melhoria da qualidade da educação. Em resumo, não tem como se falar da luta político-social no Brasil nos últimos 70 anos sem mencionar a UNE”

Dr. Francisco, Secretário de gestão do trabalho e da educação, representando o Ministério da Saúde.
“Foi uma experiência muito interessante para o Ministério ter participado da caravana da Saúde, realizada no ano passado. Continuaremos trabalhando junto com os estudantes por esse grande projeto social de inclusão que é nosso SUS”.

Wadson Ribeiro, Secretário executivo do Ministério do Esporte
“A UNE tem uma relação de autonomia, o que não significa neutralidade. A entidade sempre escolhe um lado: o lado do povo.”

Deputados
Aldo Rebelo (PC do B-SP) – ex-presidente da UNE
“A UNE cumpre com esse ato uma parte de sua trajetória de lutas e compromissos com o povo brasileiro e com nosso país. É preciso ter compromissos históricos, como tem a UNE”.

Arlindo Chinaglia (PT/SP)
“A UNE foi fundamental na luta pela redemocratização do país. Felizmente hoje as condições mudaram”.

Chico Alencar (PSOL/RJ)
“Não há possibilidade de país sem estudante consciente. A UNE tem o compromisso de portar a esperança”.

Claudio Vignatti (PT/SC) - relator do projeto que libera recursos para a reconstrução do prédio da UNE
“As críticas sofridas agora (pela mídia) só mostram que a entidade está no caminho certo. A UNE é uma grande parceira da sociedade Brasileira e poderá contar com o parlamento brasileiro. Esperamos que o projeto para a reconstrução da sede da entidade no Rio de Janeiro seja aprovado com unanimidade”.

Manuela D’Ávila (PC do B/RS)
“Realizar o ato de transição aqui na Câmara mostra a coragem da UNE, que não tem medo do debate. É tempo de novos desafios para os estudantes aprofundarem a democracia”.

Michel Temer (PMDB/SP)
“A luta estudantil é muito antiga e sempre teve muito êxito. Participei intensamente do movimento estudantil quando entrei na faculdade de direito. A pluralidade dessa gestão da UNE é muito boa, pois todos os segmentos podem se achar representados”. Ele deixa uma mensagem aos estudantes: “não deixem de participar da vida pública. Tem que haver sempre uma renovação”.

Senadores
Inácio Arruda (PC do B/CE)
“A UNE é uma das únicas entidades sociais que nunca se deixa dobrar. E faz de sua luta, a luta do povo brasileiro”.

Roberto Cavalcanti (PRB/PB)
“A UNE, entidade que tem o perfil de lutas, confirma a história do Brasil”.

João Pedro (PT/AM)
“A história da UNE se confunde com a história do próprio povo brasileiro”.

Do EstudanteNet


Leia também: Repúdios aos ataques à UNE marcam posse da nova diretoria

*
A Estrada vai além do que se vê!

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Postagem 600


Lançado na Unimontes suplemento literário “Seo João”, do mestrado em Letras

Os alunos do Programa de Pós-Graduação ‘Stricto sensu’ em Letras/Estudos Literários, da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), contam agora com um veículo impresso para a publicação de artigos científicos e ensaios. É o suplemento literário “Seo João”, lançado nesta quarta-feira (10), em solenidade realizada pela manhã, no auditório do prédio 2 do Campus Universitário Professor Darcy Ribeiro, presidida pelo reitor, professor Paulo César Gonçalves de Almeida.

Na oportunidade, o jornalista Cácio Xavier, mestrando em Letras/Estudos Literários e editor-geral do suplemento, destacou os objetivos do periódico, que terá uma tiragem mensal de dois mil exemplares, sendo supervisionado por um conselho consultivo formado pelos professores do programa e do departamento de Comunicação e Letras, do Centro de Ciências Humanas (CCH).

O nome é uma alusão às obras do escritor mineiro João Guimarães Rosa, que tem o sertão mineiro como cenário, além da grafia “seo” para o pronome pessoal de seus personagens. “Este suplemento será uma forma de diálogo entre os alunos do mestrado e a comunidade, divulgando a produção acadêmica do mestrado e também as ações do tripé ensino, pesquisa e extensão”, afirmou Cácio Xavier.

O trabalho já está registrado no Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), com o registro ISSN 2175.411-X. Até o final deste mês, contará, também, com uma edição eletrônica na internet (http://www.seojoao.com.br/). O editor-geral fez a entrega de um exemplar do primeiro número do suplemento ao professor Paulo César de Almeida.

CONSOLIDAÇÃO - O reitor enalteceu o esforço dos professores e dos mestrandos em Letras/Estudos Literários na produção do suplemento literário, ressaltando a importância da parceria com o Jornal “O Norte”, que viabilizou a publicação mensal. ”Trata-se de uma iniciativa fundamental para o êxito do programa de mestrado, principalmente porque a produção científica é fundamental para a consolidação da Unimontes como uma das melhores universidades públicas do País”, acrescentou o professor Paulo César de Almeida.

Ele ressaltou, também, os avanços alcançados pela Unimontes na pós-graduação Stricto sensu nos últimos seis anos, lembrando que a instituição já conta com sete cursos próprios de mestrado. Ainda neste ano, conforme o professor Paulo César de Almeida, será implantado o oitavo, na área de História, já aprovado pela Capes/MEC.

Por sua vez, a professora Telma Borges de Souza, coordenadora do mestrado em Letras, lembrou que o suplemento será um exercício permanente para a produção de textos críticos e para a criação literária no âmbito do curso.

PRESENÇAS - A solenidade de lançamento do suplemento literário contou, ainda, com as presenças do diretor do Centro de Ciências Humanas (CCH), professor Mércio Coelho Antunes; da diretora-geral da Funorte, professora Raquel Queiroz Muniz; do coordenador do Grupo de Estudos Literários da Unimontes, professor Osmar Pereira Oliva; da coordenadora de Extensão Cultural, professora Raquel Helena de Mendonça e Paula, e do músico André Águia, que fez duas apresentações.

Na primeira edição do suplemento literário “Seo João” estão sendo publicados os artigos “A Consciência Literária de Salman Rushdie”, do mestrando Gilson Neves, “Seu Jorge Salomão”, do professor Anelito de Oliveira, e “Cinco Contos e um Filme”, de Cácio Xavier, além da entrevista com o escritor Roberto Mulinacci sobre a tradução das obras de Guimarães Rosa para os países europeus. A programação visual conta, ainda, intervenções do artista plástico Carlos Muniz.



A Estrada vai além do que se vê!

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Racional


Já está tudo pronto para o lançamento da Terça Cultural, iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura em parceria com o Coletivo Plug, que conta também com o apoio cultural da Master Cabo, Impreshop, TV Geraes, Estúdio Áudio Quality, Nave Estamparia e Zine Sertões. Nesta terça-feira (11) às 20h, começa o projeto com entrada franca para toda população que poderá desfrutar da performance inigualável de Valdeir Castilho e banda, com o especial Tim Maia Cover.

Para o Secretário de Cultura, Ildeu Braúna, o projeto, que em outras administrações municipais foi promovido com nomes diferentes, como Terça Musical (quando de sua criação, na década de 1980, no primeiro mandato do atual prefeito Luiz Tadeu Leite), ou Tom da Terça, denominação que sustentou até o ano passado, retorna com mudanças que permitem dimensionar as atividades.

- A mudança do nome para Terça Cultural, antes de ser apenas uma troca, atende a propósitos da secretaria de cultura, de abranger ao máximo as ações artísticas. Por isso, vamos reunir, num mesmo projeto, manifestações dos mais variados segmentos culturais da cidade e do Norte de Minas - acrescentou Ildeu Braúna.

TIM MAIA O MITO
Todos conhecem o trabalho apoteótico do Tim, apesar de sua vida ter vários altos e baixos, tanto na carreira, quanto na vida pessoal. Entretanto, sempre manteve a pureza de ser uma pessoa livre, tanto em seus pensamentos, quanto em seus atos. Irreverente, imprevisível e totalmente romântico, Tim Maia se fez um dos grandes nomes da música brasileira, quiçá do mundo.

Dizem que o segredo do seu sucesso era proveniente da tua pureza e persistência em fazer arte, o seu cotidiano, suas carências e desejos se materializavam em suas canções. Portanto o extravagante Tim é um dos poucos artistas de todos os tempos a ficar rico por várias vezes e por muitas voltar à total a miséria devido o seu desapego pelo mundano e pela dedicação em vencer a cada dia.

Na abertura da Terça Cultural, a qual precede a semana das Festas de Agosto e do 31º Festival Folclórico de Montes Claros, a população de Montes Claros pode esperar uma noite de boa música, bons talentos no palco e principalmente boas recordações de um mito eternamente romântico e querido por todos. Ed Mota seu sobrinho, certa vez ressaltou: - A arte do Tim Maia e bem maior que o comportamento!

CIRCULAÇÃO DE ARTISTAS
O jornalista e produtor cultural Rodrigo de Paula, atual coordenador da Terça Cultural ressalta que para atingir os resultados almejados é necessário prestar ações de cunho preparatório e participativo dentre os artistas locais, ações que venham contribuir para a formação de platéia, produção, mídia e visibilidade para os novos talentos. Antigamente os artistas esperavam adquirir valores financeiros nas apresentações do projeto e não valores culturais.

A Terça Cultural não é uma contratante de apresentações, mas sim uma iniciativa parceira dos artistas. Uma das novidades é a parceria com bares da cidade como forma de encaminhamento e circulação do artista para que após a apresentação no projeto o artista possa partir para o mercado de trabalho com mais visibilidade e valoração.

INSCRIÇÕES CONSTANTES
A organização da Terça Cultural informa ainda que os artistas interessados em se apresentar podem fazer suas inscrições na Secretaria de Cultura procurando o núcleo de apoio, ou através da internet acessando o blog oficial http://www.tercacultural.blogspot.com/ e fazendo o download da ficha de inscrição, que basta preencher e enviar para o e-mail projetotercacultural@gmail.com.

Estão sendo aceitas inscrições das mais variadas áreas artísticas e o prazo de inscrição é até o preenchimento das datas disponíveis neste ano de 2009.




A Estrada vai além do que se vê!

Unidade não é um desejo, é um exercício de construção

O presidente reeleito da CTB Minas, Gilson Reis

No último sábado (8), aconteceu o 2º Encontro Estadual da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) em Minas Gerais. O evento ocorreu em Belo Horizonte, e contou com a participação de delegados e delegadas de todas as regiões administrativas. Além da organização sindical, foram discutidas as estratégias dos trabalhadores para enfrentar a crise econômica e um projeto de desenvolvimento para o Brasil que interesse aos trabalhadores e à sociedade.

Os participantes da mesa de abertura foram unânimes em avaliar que a unidade entre os trabalhadores e trabalhadoras será fundamental para enfrentar a crise econômica. O presidente nacional da CTB, Wagner Gomes, saudou os presentes, destacando a importância de fortalecer os núcleos estaduais da CTB. A central está organizada nos 27 estados do País, e conta com 600 sindicatos filiados. Dessas entidades, 400 já são reconhecidas pelo Ministério do Trabalho.

Gilson Reis, presidente da CTB Minas, saudou os delegados e delegadas, além dos representantes das entidades que prestigiam o Congresso. "Unidade não é um desejo, é um exercício de construção", destacou. Gilson ainda propôs homenagem ao histórico militante comunista, Evaristo Garcia de Matos, que morreu no mês de julho, aos 92 anos de idade. Por aclamação, o 2º Encontro foi denominado "Sr. Garcia".

Destacou-se no 2º Encontro da CTB Minas a presença dos trabalhadores e trabalhadoras rurais. Na mesa de abertura, eles foram representados por Vilson Luis da Silva, presidente da Fetamg (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais) e Vanderlei Martins, do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra). Eles destacaram a urgência da reforma agrária e que o Brasil precisa fortalecer os projetos de apoio aos trabalhadores da agricultura familiar.

Ainda participaram do 2º Encontro da CTB Minas representantes do PSB sindical, da NCST (Nova Central Sindical de Trabalhadores), o ex-embaixador do Brasil em Cuba, Tilden Santiago, a deputada federal Jô Moraes (PC do B), o ex-deputado federal Sérgio Miranda, Alexandre Braga, representante da Unegro (União dos Negros pela Igualdade), Luiza Lafetá, presidente da UEE-MG (União Estadual dos Estudantes), Flávio Nascimento, presidente da UCMG (União Colegial de Minas Gerais) e o secretário de Assuntos Institucionais da Prefeitura de Belo Horizonte, Mário Assad Júnior, representando o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda.

Verônica Pimenta para o Portal CTB



A Estrada vai além do que se vê!