terça-feira, 1 de abril de 2008

Eder na homenagem ao Galo em Brasília

Eder feliz da vida com o Presidente do Galo, Ziza Valadares

Meu grande amigo Eder Borborema, atleticano de quatro costados, caiu de para-quedas na comemoração do centenário do Galo em Brasília, e contou tudo no Blog do Zeder, confiram:


Clube Atlético Mineiro homenageado na Câmara dos Deputados

Estive lá, assinei a lista de presença, cantamos abraçados o Hino do Galo na rampa do congresso nacional, conversei e tirei foto com o Ziza Valadares (em breve a foto aqui no blog).

Opa, a história não foi tão simples assim..

Bem, ás vezes volto do trabalho de ônibus ou mesmo à pé. Moro na Vila Planalto e trabalho na Esplanada, vendo no mapa é perto mas são cerca de 3km de ponta a ponta da Esplanada passando pelo Palácio da Alvorada e arquitetura moderna por todos os lados.

Hoje, segunda-feira, foi como quase todos os dias. Ou seria como quase todos os dias se ao passar pelo Palácio da Justiça ao Senado eu não tivesse olhado para o lado e visto a rampa do Congresso Nacional tomado por bandeiras da Candangalo e uma torcida apaixonada entoando o hino de justamente o meu Clube Atlético Mineiro, o meu Galo. Corrí para ver subvertendo o trânsito contornando os carros ví que era isso mesmo, pois eu não estava acreditando. Pisei na grama como aquele jogador que entra aos 40 minutos do segundo tempo para virar o jogo, esquecí o protocolo de lado e me apressei cantando o hino junto com os que estavam lá. Ainda distante dava pra ouvir de longe os versos que por tantas vezes me emocionei. Descendo o gramado de acesso à rampa do Congresso eu não pensava em mais nada, mas revezava euforia e a razão; euforia de estar alí justo naquele momento e razão para não me exaltar de mais, para chegar mais próximo e não ser contido pelos seguranças. Cheguei perto dos fotógrafos e ainda no meio do Hino, uma voz que me viu descendo o gramado disse: pode vir. Fui. E terminei de cantar abraçado e entre aqueles que alí estavam honemageando o centenário do maior Galo do mundo.

Após as fotos vieram a mim perguntar de onde vim, expliquei e disse que estava emocionado. Perguntaram o meu nome e eu disse sonoramente "Éder, em homenagem ao jogador do Galo". Foi a medida para que chamassem o Ziza pra vir me ver. Eu disse a ele o quanto eu estava feliz e alguém me disse que eu era um exemplo de torcedor do Galo, sinônimo de apaixonado, logo me lembrei do quanto eu fico com cara de bôbo quando estou muito emotivo mas não me importei muito com aparências afinal também somos sinônimo de raça quando esta significa determinação e coragem.

Ganhei bandeira, bandana e revista. Adorei os presentes mas o maior presente mesmo foi cantar o Hino e olhar nos olhos daquelas pessoas e ver a mesma emoção que eu via nos estádios.

GAAAALLOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!

É isso aí, sofrendo mas alegres (hehehe).

Em homenagem aos bravos atleticanos, vai aí uma enquete:

Atleticano,o seu voto é muito importante nesse momento histórico do seu time.

Em sua opinião, qual deve ser a frase do centenário?

A. Atlético e Dercy, 100 anos me fazendo rir.

B. 100 anos, 1 título.

C. 100 anos sem Libertadores.

D. 99 anos na primeira divisão.

E. Na primeira divisão desde 2007.

F. Galo 100 anos - O importante é competir.

G. Atlético e Niemeyer, 100 anos vivendo de projeto.

H. Galo 100 anos, quase 100 nada !!



A Estrada vai além do que se vê!

3 comentários:

thiagoferreiracoelho disse...

E por falar em futebol, não é o que o Carlos Alberto (ex-Fluminense e Corinthians, hj nos bambis) esteve na manifestação em Moc?
Duvida? A foto foi publicada neste blog!
http://bp2.blogger.com/_fMZSQH0TTpo/R_Dq9tkKweI/AAAAAAAAAc4/8xsCdugXMWA/s400/036.jpg

Éder disse...

Valeuuu Ramon!
Obrigado!
Saudações!

GALOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!

Danniel disse...

cara todas as frase juntas reflentem fielmente o q é o timinho dos gaylo....
mas em especial eu gostei do " Galo 100 anos - o importante é competir"!!!!KKKKKKKKKKKKKK