quinta-feira, 10 de abril de 2008

Flamengo dança a chicha* em Cuzco

Quanto é a passagem pro Japão?


E a lógica prevaleceu!
Apesar de toda a ladainha sobre jogos de futebol em altitudes elevadas, o Mengão não tomou conhecimento dos peruanos do Cienciano e sapecou 3X0 em pleno Garcilaso de la Veja. O belo estádio estava tomado por cerca de 40.000 ensandecidos torcedores do time local e alguns abnegados torcedores rubro-negros, demonstrando mais uma vez porque a Nação é a maior do mundo.
O Flamengo começou imprimindo um bom ritmo de jogo mas, aos poucos foi perdendo o comando da meia cancha para o esforçado time peruano, terminando o primeiro tempo num justo 0X0.
No segundo tempo a história foi outra. O Flamengo voltou com maior ímpeto e não perdoou o time local. Em bela jogada de Souza, Renato Augusto abriu o placar aos oito minutos. Logo aos 18 minutos, Balazar foi expulso, ampliando ainda mais o domínio do escrete rubro-negro. Aí foi só garantir o passeio da moçada. Aos 32 minutos, Toró (um dos destaques da partida), recebeu belo passe de Ibson, que voltou a jogar bem, e mandou a segunda pro fundo das redes do atônito goleiro Flores.
Como toda grande apresentação tem um lance final, o de ontem saiu pelos pés de Juan. Após Marcinho, que havia entrado minutos antes no lugar de Renato Augusto, sofrer falta na entrada da área, o lateral esquerdo do Mengão coroou ótima atuação com um golaço de falta, fechando assim o caixão dos peruanos e colocando uma pedra de vez na polêmica da altitude.
O Flamengo é líder do grupo 4 e enfrenta o já eliminado Coronel Bolognesi na última rodada da fase de classificação no Maracanã, no próximo dia 23. Basta vencer pra garantir o primeiro lugar do grupo. Antes porém enfrentaremos o bostafogo no próximo domingo, valendo vaga na final da Taça Rio. Podem preparar os lenços alvinegros, a choradeira vai ser geral!
Paixão sem fronteiras


O Dragão acabou com o semestre gremista
Gremista sorrindo a toa por levar cabeçada nas costas

Outro rubro-negro que se deu bem ontem foi o Atlético Goianiense, o Dragão da Campininha. Em pleno Estádio Olímpico em Porto Alegre, o Atlético eliminou o Grêmio da Copa do Brasil nos pênaltis, após derrota por 2X1 no tempo normal (mesmo placar do primeiro jogo no Serra Dourada). Agora o Dragão, do meu amigo Tarcione, enfrentará o São Caetano pelas oitavas-de-final da competição, enquanto o Grêmio encara a decepção da segunda eliminação na mesma semana e vai chorar na cama que é lugar quente, ao lado de outro gaúcho é claro.


*dança peruana típica

A Estrada vai além do que se vê!

2 comentários:

Tarcione disse...

Valeu, DRAGÃO!!!
Não adiantou os tricolores gaúchos promoverem mais uma verdadeira parada gay no Olímpico para empurrarem o "GAYMIO". Também não adiantou a grande colaboração da arbitragem, que deixou de marcar um penâlty legítimo para o Atlético e, na sequência, inventou um penâlty vergonhoso em cima do Roger, a favor do Grêmio. Valeu mais o golaço de falta do arqueiro rubro-negro e as fantásticas defesas que ele promoveu durante toda a partida, inclusive uma nas cobranças finais. Sem mais delongas, é o seguinte: Chooooora, gauchada! Mas, bah, tchê! Também não é pra tanto, afinal: VOCÊS ESTÃO DE FÉRIAS!!! (KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK)

Tarcione disse...

Dando continuidade à celebração do feito histórico:

Hino do Atlético Clube Goianiense, o DRAGÃO.

Meu Atlético,
meu estandarte
Modéstia à parte tem a força
quente de um Dragão
Meu Atlético tem a mania de dar
alegria pro meu coração...
Meu rubro negro, eu chego e vejo,
você cumprindo o meu desejo de vencer, vencer, vencer!
Dá gosto ver nosso esquadrão,
rolando a bola pelo chão e
dando um show, é mais um gol...
Lê Lêlêôô
Lê Lêlêôô
ATLÉTICO!

http://www.atleticocg.com.br/