quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

As boas novas do colombiano

Gabriel Garcia Márquez está escrevendo novo livro

O escritor colombiano Gabriel García Márquez, prêmio Nobel de Literatura de 1982, começou a escrever um novo livro, segundo informou seu amigo Plinio Apuleyo Mendoza ao jornal britânico The Guardian.

García Márquez, de 82 anos, está escrevendo “uma história de amor”, mas o autor de “Cem anos de solidão” não se decide por uma versão da obra que o satisfaça.

“Ele tem quatro versões do livro e me disse que está selecionando o melhor de cada uma delas”, disse Apuleyo Mendoza ao Guardian.

Apuleyo, que co-escreveu um livro de conversas com García Márquez intitulado O cheio da goiaba” (1982), afirmou que o premiado escritor se tornou “muito autocrítico” depois de um ano “sabático” de inatividade literária.

García Márquez disse em 2006 que deixou de escrever por falta de entusiasmo, mas seu amigo confirmou agora que o autor de obras como Crônica de uma morte anunciada (1981), O amor nos tempos do cólera (1985) e O general em seu labirinto (1989), publicará em breve uma história de amor.

García Márquez está em Havana, onde participa do Festival de Cinema e ministrará um breve curso na Escola Internacional de Cinema da capital cubana.

Organizadores do 30º Festival do Novo Cinema Latino-americano, no qual serão exibidos mais de 500 filmes até a sexta-feira (12), disseram que García Márquez começou na escola de cinema “sua oficina habitual, sob o título de ‘Como contar um conto’”.

O autor de Cem anos de solidão fundou a Escola Internacional de Cinema e Televisão (EICTV) com o governo cubano, então presididido Fidel Castro, em 1986.

Desde então se graduaram centenas de jovens latino-americanos no centro.

Foi anunciado que o Nobel de Literatura será acompanhado em seu curso pelo escritor Senel Paz, autor do livro que inspirou o filme “Morango e Chocolate”, considerado como uma das melhores obras cinematográficas cubanas.

García Márquez também preside a Fundação Novo Cinema Latino-americano, estabelecida em Havana em 4 de dezembro de 1985.

Entre 1952 e 1955 o escritor colombiano estudou no Centro Experimental de Cinematografia em Roma, quando era admirador do neo-realismo italiano, uma corrente cinematográfica muito vinculada a temas sociais.

D' O outro lado da notícia - Blog do Osvaldo Bertolino com agências


A Estrada vai além do que se vê!

3 comentários:

tetrusco disse...

dessa eu não sabia! um dos autores que eu mais gosto.

tbm apareço por aki sempre..

grande abrasss

Brasa disse...

Uai. Opa! Bão, Ramão?
Só vim perguntar sobre o que o Alberto Roberto... kkkkkkkkkkkhhah!
Ah esquece! Esse cara é igualim ao Alberto Roberto! kkk (Chico Anysio)

Sumayra disse...

Este é o meu blog preferido, com as melhores postagens!!!!! beijoss