quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Vox Populi, Vox Dei


Reportagem de Girleno Alencar, da Sucursal Montes Claros do Jornal Hoje em Dia


O candidato Luiz Tadeu Leite (PMDB) está com 21 pontos de frente com relação ao candidato Athos Avelino (PPS) na disputa pelo segundo turno em Montes Claros, no Norte de Minas, conforme pesquisa realizada pelo Instituto Vox Populi e divulgada ontem de manhã. Tadeu tem 55% dos votos na pesquisa estimulada, contra 34% de Athos Avelino. Na pesquisa espontânea, o candidato peemedebista aparece com 53%, contra 33% do adversário. Foram entrevistadas 600 pessoas em Montes Claros, nos dias 10 e 11 de outubro. A margem de erro é de quatro pontos percentuais.

O resultado da pesquisa é contestado pelos coordenadores da campanha de Athos Avelino. Eles alegam que, no primeiro turno, o candidato do PPS teve 36% dos votos e, portanto, não haveria como explicar tal mudança. A pesquisa foi contratada pelo candidato Luiz Tadeu Leite (PMDB) e, desde a última semana, a coligação do candidato Athos Avelino tentou evitar a divulgação dos resultados do levantamento, sob o argumento de que estava sendo usado indevidamente o nome da Vox Populi. No entanto, a empresa confirmou ontem que realizou a pesquisa na cidade.

O juiz Antônio Adilson Salgado Araújo, da 317ª zona eleitoral, indeferiu a ação que pedia a proibição da divulgação da pesquisa e autorizou, na última terça-feira, a publicação. Os dados mostram, no levantamento espontâneo, Tadeu Leite com 53% dos votos, contra 33% de Athos Avelino. Brancos e nulos somam 3% e 11% não sabem em quem votar ou não responderam. Na pesquisa estimulada, Tadeu Leite está com 55%, contra 34% de Avelino. Brancos e nulos somam 4% e 7% não sabem em quem votar ou não responderam.

Quando o assunto é rejeição, a pesquisa mostra que 40% dos eleitores se recusam a votar em Athos Avelino, e 27% em Luiz Tadeu Leite, enquanto 25% informaram que votariam em qualquer um dos candidatos. Outro fato interessante da pesquisa é que 66% dos eleitores entendem que o próximo prefeito será Luiz Tadeu Leite, enquanto 18% estimam que Athos Avelino irá ocupar o cargo; 16% não sabem ou não responderam.

No programa de rádio e TV veiculado ontem, os dois candidatos voltaram a trocar farpas. Tadeu acusou seu oponente de estar baixando o nível da campanha, ao acusá-lo de comparar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva a uma muleta eleitoral, durante debate na TV. Naquele dia, provocado por Athos Avelino pelo fato de ter sido proibido de usar as imagens do presidente Lula nos programas eleitorais, Tadeu Leite alegou que não precisava de muleta para vencer as eleições.

Athos Avelino já colocou no ar o depoimento do deputado Ruy Muniz (DEM), anunciando apoio à sua candidatura, durante a reunião realizada na noite de segunda-feira. Muniz pediu aos eleitores que votaram nele no primeiro turno para migrarem sua votação para Avelino. Hoje, o secretário Estadual de Saúde, Marcos Pestana (PSDB), estará em Montes Claros e deve participar de atividade de campanha junto a Athos Avelino.


2º turno em Montes Claros

Veja os números da consulta Vox Populi

Pesquisa estimulada

Luiz Tadeu Leite (PMDB) 55%

Athos Avelino (PPS) 34%

Branco/Nulo/Ninguém 4%

Nenhuma das respostas 7%


Pesquisa espontânea

Luiz Tadeu Leite (PMDB) 53%

Athos Avelino (PPS) 33%

Branco/Nulo/Ninguém 3%

Nenhuma das respostas 11%


Foram entrevistadas 600 pessoas em Montes Claros, nos dias 10 e 11 de outubro, e a margem de erro é de quatro pontos percentuais. A pesquisa foi registrada sob o número 1.083/2008.


Fonte: Instituto Vox Populi.


A Estrada vai além do que se vê!

2 comentários:

Péricles disse...

o ramon, avitória do campo popular e democrático em Minas Gerais está a caminho, já vencemos Betim Uberaba no primeiro turno, agora só falta MOC, Contagem e BH.

Ah e seu flamengo em, o São Paulo vai ser o campeão da parada.

Luciana Lopes. disse...

Massa demais a pesquisa. Parece que a população de MOC se concientizou de que Athos não é o melhor para a cidade, afinal quem vai querer um prefeito que prende estudantes e que faz operação tapa-buraco?
Abraços e que viva a pesquisa popular.